• Saudábile

A saúde do intestino é essencial para o emagrecimento saudável

O poder que o trato gastrointestinal exerce sobre a saúde, a forma física e até o comportamento estão mais claros do que nunca. A boa notícia é que a microbiota intestinal não depende apenas da genética, mas pode ser melhorada por meio da dieta. Alimentos ricos em fibras e gorduras boas têm um papel fundamental nesse sentido. Por outro lado, o consumo excessivo de produtos ultraprocessados é bastante prejudicial.


Neste artigo, vamos mostrar como intestino e emagrecimento saudável têm a ver. Se você deseja alcançar seu peso ideal, de maneira segura e permanente, bem como ter mais qualidade de vida, confira!


Qual é a relação entre intestino e emagrecimento saudável?

A microbiota intestinal é conjunto de bactérias e demais microrganismos que vivem no trato intestinal. Ela tem um importante papel na digestão e absorção de nutrientes, na produção de vitaminas e enzimas e, consequentemente, no funcionamento do sistema imunológico.


A relação entre intestino e emagrecimento saudável está no fato de que algumas bactérias intestinais produzem certas substâncias, durante o processo digestivo, que dão sensação de saciedade. Por isso, podem influenciar no ganho, na manutenção ou na perda de peso.


No entanto, quando a alimentação é pobre em nutrientes ocorre uma inflamação do organismo. Nesse caso, certas bactérias produzem lipopolissacarídeos (LPS), os quais levam ao ganho de peso e à resistência à insulina.

Como começar a cuidar da saúde intestinal?

A microbiota intestinal interfere na digestão dos alimentos, no estoque de gordura e na sensação de saciedade. Sendo assim, para manter um peso saudável é importante ingerir alimentos que favoreçam o crescimento de bactérias benéficas. São eles:

  • grãos integrais;

  • sementes e oleaginosas;

  • frutas, verduras e legumes em geral;

  • alimentos ricos em polifenóis, como chocolate amargo chá verde, etc;

  • alimentos fermentados, como iogurte, kefir, kombuchá, chucrute, entre outros;

  • probióticos, quando for necessário restaurar a flora intestinal, como após um tratamento com antibióticos.


Ao mesmo tempo, deve-se evitar alimentos que aumentam as bactérias ruins no intestino. De maneira geral:

  • carboidratos simples;

  • alimentos açucarados;

  • adoçantes artificiais;

  • gorduras saturadas e trans.

Como funciona o método de emagrecimento por meio da reabilitação intestinal?

Na Clínica Saudábile, preocupamo-nos com a saúde integral dos pacientes. A reabilitação intestinal é um dos pilares do nosso método de emagrecimento.


Nesse protocolo, há 3 etapas para fazer com que o metabolismo de cada um volte a funcionar de maneira adequada. Na primeira ocorre um detox, para a limpeza do intestino; na segunda, a reabilitação nutricional; e na terceira, a queima de gordura.


Durante a fase de reabilitação nutricional, os experts buscam nutrir os pacientes com um pool de vitaminas e aminoácidos, com base no resultado de exames. O intuito é melhorar a fadiga e a chamada fome oculta (gerada pelas células, por conta da carência de nutrientes).


A fome oculta explica porque tantos obesos são desnutridos. Afinal, por mais que comam bastante, eles podem estar ingerindo apenas alimentos ruins, pobres em nutrientes.


Pessoas que têm constipação, ou seja, que sofrem de disbiose intestinal (alteração da microbiota), também podem ter prejuízos na absorção dos nutrientes, levando à desnutrição em nível celular. É por isso que, tratando a disbiose, a sensação de fome logo diminui.


Assim, nas 2 primeiras etapas do programa, que duram 4 semanas, a pessoa basicamente desincha, pois o corpo desinflama. Ao mesmo tempo, a disposição melhora.


Mas o emagrecimento efetivo, com queima de gorduras, só começa na terceira fase. Para isso, além de uma dieta equilibrada, o programa conta com aceleradores metabólicos — sempre administrados de forma natural, sem risco de efeito rebote.


Ao término de 10 semanas, o método de emagrecimento é, enfim, concluído. O intuito é eliminar o máximo de gorduras, sem perder massa magra. Mas como diz a Dra. Renata Gabrielly, médica especializada em emagrecimento e longevidade e diretora da clínica, “não existe milagre, existe compromisso, tanto por parte do paciente como dos profissionais que o estão acompanhando”.


Neste artigo, procuramos esclarecer a relação entre saúde do intestino e emagrecimento saudável. Conhecê-la é essencial para entender quais fatores podem estar dificultando ou, até mesmo, impedindo, a perda de peso. Isso sem falar na piora da imunidade e na falta de disposição no dia a dia. Por isso, vale a pena consultar um especialista e avaliá-la o quanto antes!


Ficou claro porque intestino e emagrecimento saudável têm tudo a ver? Caso queira entender mais sobre o papel da reabilitação intestinal nesse processo, entre em contato e agende uma consulta!


2 visualizações
  • Facebook
  • Instagram

SIGA-NOS NAS REDES

  • Facebook
  • Instagram

Cadastre-se e faça parte da nossa

rede de emagrecimento e longevidade 

Logo Saudabile Branco.png

(65) 3642-2210

(65) 99346-7105

AV. HIST. RUBENS DE MENDONÇA, 2368,

BOSQUE DA SAÚDE, SALA 906, TOP TOWER,

CUIABÁ - MATO GROSSO - 78050-000

Contato

btn-whatsapp.png